Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se Isto Não É Um Blog

Quantidade absurda de parvoíces, recheada com comédia e apresentada em forma de crónicas, artigo ou desabafo

Se Isto Não É Um Blog

Quantidade absurda de parvoíces, recheada com comédia e apresentada em forma de crónicas, artigo ou desabafo

Seg | 16.07.18

Resumo do Mundial 2018

Jornal_de_Mafra_2018.07.15_21h26m22s_044_.png

 

 

Infelizmente, o maior torneio de futebol internacional terminou ontem. Mais infelizmente ainda (se é que isto se pode dizer), foi a França ter saído vencedora. Agora que tudo isto acabou está na altura de analisar, equipa a equipa, o Mundial 2018 realizado na Rússia.

 

Seleções eliminadas na fase de grupos:

 

Arábia Saudita: Foi a primeira seleção a entrar em capo (a par da Rússia) e também foi das primeiras a saber que ia para casa mais cedo. 

Egito: Desde que aboliram a escravatura e abandonaram os Deuses egípcios nunca mais tiveram sucesso. Tiveram azar porque Mohamed Salah estava lesionado e porque sem Mohamed Salah parecem uma equipa de amigos que se junta aos domingos para rematar umas bolas e fazer umas distensões musculares.

Irão: A seleção orientada por Carlos Queiroz não foi além do terceiro lugar. Ficou cientificamente provado que são melhores com uma ak-47 nas mãos do que com uma bola nos pés.

Marrocos: Ficaram em último do grupo B. Não é nenhuma surpresa, não podemos esperar mais de uma seleção que já utilizou Adel Taarabt, ex-Benfica, em 17 ocasiões.

Peru: Já não iam a um Mundial há 36 anos e parece que durante todo este tempo não aprenderem a jogar à bola. 

Austrália: A única representante da Oceânia acabou em último lugar no grupo C. Compreende-se que assim seja, visto que a equipa é composta por jogadores que não tinham qualidade suficiente para serem surfistas ou jogadores de Rugby.

Nigéria: (Alerta humor negro!) Ficaram em terceiro lugar, tal como o mundo a que pertencem.

Islândia: A equipa sensação do Euro 2016 não foi além da fase de grupos. Nada mal para um país que tem mais vulcões que pessoas.

Sérvia: Foi bom recordar a equipa do Benfica da época 2013/2014.

Costa Rica: Não se pode pedir mais de uma seleção cujo capitão é Bryan Ruiz.

Coreia do Sul: E eu a pensar que a visão periférica era uma vantagem no futebol. Se calhar até é, mas ter bons pezinhos parece ser melhor do que ter olhos em bico.

Alemanha: O gande flop deste Mundial. Mantiveram a tradição de perder os grandes confrontos Mundiais.

Túnisia: Ainda ninguém percebeu como é que chegaram até à fase de grupos.

Panamá: Marcaram o primeiro golo de sempre do Panamá numa fase final de um Mundial!!! Mas mesmo assim levaram 6-1.

Senegal: Vale repetir a piada da Nigéria?

Polónia: Eserava-se mais desta seleção. Mas valeu a pena pelas adeptas polacas nas bancadas.

 

Seleções eliminadas nos oitavos de final:

 

Portugal: O nosso Portugalito não conseguiu impor-se perante o Uruguai. Na minha opinião a equipa mudou muito em relação ao Euro 2016, por exemplo, o Pepe não andou à porrada, o Patrício não sofreu frangos, o Éder não foi ...

Argentina: Até parecia mal o Messi não imitar novamente o Ronaldo.

México: Desde que o Santiago Munez se reformou nunca mais deram uma para a caixa.

Japão: Podiam ter ido mais longe se o Oliver Tsubasa fosse convocado. De qualquer maneira provaram ser campeões mundiais de futebol de olhos em bico.

Espanha: Mais um candidato ao título que foi para casa mais cedo. Se tivessem mantido o Julen Lopetegui seria tudo diferente, provavelmente nem sequer tinham passado da fase de grupos.

Dinamarca: Foram eliminados mas, pelo menos, marcaram o golo mais rápido deste Mundial: 57 segundos de jogo! Mesmo assim demorou mais tempo que o Neymar em pé.

Suíça: São melhores no fabrico de chocolates, relógios e offshores, mas a jogar à bola não são grande coisa.

Colômbia: Volta René Higuita!

 

Seleções eliminadas nos quartos de final:

 

Uruguai: É bem feita que é para não terem eliminado Portugal.

Brasil: Se cada queda do Neymar valesse um golo, o Brasil tinha ganho isto logo na fase de grupos. Como isso não está presente no livro de regras ficaram-se apenas pelos quartos de final. Ah, e já se sabe: a culpa é dos portugueses que lhes roubaram o ouro todo.

Rússia: O combustível da equipa da casa terminou aqui. É irónico, visto que eram patrocinados pela Gazprom.

Suécia: Se o critério fosse a beleza das adeptas de cada seleção, em vez de terem sido eliminados por 2-0 frente à Inglaterra, tinham ganho 300-0.

 

Seleções eliminadas nas meias finais:

 

Bélgica: São vistos como uma equipa muito promissora desde o Mundial 2014, mas continuam a não ganhar nada. Nem o cabelo do Fellaini foi suficiente para parar a França.

Inglaterra: O país que criou o futebol continua a não conseguir ganhar nada (exceto em 66', mas isso foi uma roubalheira do tamanho do mundo). No entanto, Harry Kane foi o melhor marcador o que, vistas as coisas, não conta para nada.

 

Vice-campeã:

Croácia: Nãoić foramić suficientementeić bonsić paraić parárić aić Françaić naić finalić. Noić entantoić, fizeramić umaić grandeić prestaçãoić, sendoić queić oić melhorić jogadorić doić Mundialić foiić umić jogadorić croataić chamadoić Lukaić Modrićić.

 

Campeã:

França: Podem ser os melhores do mundo, mas não são os melhores da Europa.

 

Bom, agora que acabou o Mundial de 2018 vamos entrar na silly season. Com a falta de temas interessantes vou passar a postar receitas aqui no blogue. Vou começar já hoje com uma magnifica sopa de cebola francesa:

INGREDIENTES

  • 6 cebolas;
  • 150g de manteiga;
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  • 2 litros de água;
  • 2 tabletes de caldo de carne;
  • 4 colheres de sopa de queijo Gruyère ralado;
  • sal e pimenta;

MODO DE PREPARO

  1. Cortar as cebolas em rodelas finas.
  2. Refogar na manteiga.
  3. Juntar a farinha de trigo dissolvida na água, o caldo de carne, o sal e a pimenta, mexendo até engrossar.
  4. Ferver por 15 minutos em lume brando.
  5. Servir polvilhada com queijo, acompanhadas de fatias de pão.

 

Gostaram do post? Então partilhem nesse botões que têm ai em baixo e sigam-me no YoutubeTwitter e Facebook.