Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Se Isto Não É Um Blog

Quantidade absurda de parvoíces, recheada com comédia e apresentada em forma de crónicas, artigo ou desabafo

Se Isto Não É Um Blog

Quantidade absurda de parvoíces, recheada com comédia e apresentada em forma de crónicas, artigo ou desabafo

Seg | 25.06.18

Olhe, era mais um empate, se faz favor

0a0349b34dc22ac1f2dfaf70a1cfb92f.png

 

 

Portugal garantiu hoje a passagem à próxima fase do Mundial, depois deste empate frente ao Irão. A grande surpresa foi a saída de Gonçalo Guedes do onze português. Acho que esta decisão só foi tomada porque precisávamos mesmo de pontuar, e com Guedes na frente essa tarefa seria quase impossível.

 

Ainda antes da partida podemos ouvir os hinos nacionais de ambos os países. O engraçado é que Carlos Queiroz não cantou nenhum deles. Não cantou o iraniano porque não sabe a letra, e não cantou o português para não correr o risco de ser bombardeado.

 

Nos minutos iniciais o guarda-redes iraniano estava com dificuldades em agarrar a bola. Parecia ter o mesmo problema que o Gonçalo Guedes tem nos pés, só que nas mãos. No primeiro quarto de hora até chegou a envolver-se numa discussão com um jogador da própria equipa. A sua agressividade era tanta para com o seu colega que cheguei a suspeitar que sofria de síndrome de Bruno Alves.

 

Durante o jogo, algo de paranormal aconteceu: normalmente as sombras não são palpáveis e são negras, mas a sombra de William de Carvalho era um iraniano branco de nome Ashkan Mohsen*

 

Durante todo o jogo foi possível perceber o atraso tecnológico que se vive no Irão. As vuvuzelas foram usadas no Mundial 2010 na África do Sul mas só agora é que o instrumento irritante chegou ao Irão. O barulho era tão ensurdecedor que quase pensei que era a nova faixa da Maria Leal.

 

Mesmo antes do intervalo Quaresma fez aquilo a que se chama "obra de arte". Uma trivela de pé direito que foi direitinha ao ângulo (e este trocadilho hã?!) A trivela é uma das três imagens de marca de Quaresma. As outras duas são os dentes de diamante e as naifadas.

 

Na segunda parte o Irão subiu as linhas e se não fosse Pepe estávamos a chorar neste momento.

 

Aos 53 minutos Cristiano Ronaldo falhou um penálti. Mérito para o guarda-redes iraniano e para os adeptos que não deixaram o Ronaldo dormir.

 

Aos 83 minutos uma grande polémica instalou-se na Rússia. Ao que parece Cristiano Ronaldo tentou pentear um defesa iraniano com o cotovelo e levou amarelo. O nosso menino d'ouro só queria dar um pouco de estilo ao adversário.

 

Ao minuto 90 desejei que Cédric Soares fosse amputado. O lateral direito do Southampton cometeu penálti após tocar com o braço na bola. O capitão Sajad Siamak** não perdoou e bateu Rui Patrício.

 

O resultado final não foi o mais favorável até porque com o empate da Espanha a duas bolas, vamos ter de enfrentar o Uruguai. Há pessoas que dizem que a Rússia seria um adversário mais fácil, mas a única razão que eu tinha para querer um confronto com a equipa organizadora era simplesmente as adeptas russas que iam aparecer na televisão.

 

* Na verdade este nome foi inventado, eu não faço ideia como é que chama o homem.

** Este nome é real. Dei-me ao trabalho de ir ver***

*** Estou a brincar, também é falso